Os desafios da área de TI

Os desafios da área de TI no mundo pós pandemia

Parece que estamos vivendo em uma lacuna no tempo. Desde que o Brasil entrou em quarentena e isolamento social por conta da pandemia do Novo Coronavírus alguns pontos parecem ter parado. O fechamento de bares, restaurantes e espaços de lazer dá a sensação de que a vida não segue. Já com relação ao trabalho, algumas profissões e atividades foram afetadas de forma direta, prejudicando a economia e também a vida destes profissionais que viram seus empregos sumirem da noite para o dia.

Enquanto profissionais como marketeiros e redatores ganharam evidência, atividades que precisam de um contato mais direto sofreram quedas, o que afetou a economia do país. De acordo com matéria veiculada no Jornal O Globo a economia do Brasil tende a despencar 9,1% em 2020. Ou seja, é hora de apertar os cintos?

O momento é de calma e cuidado

Sim. Com essa incerteza na economia e na geração de empregos é preciso segurar um pouco a onda com os gastos. Mesmo com o Governo Federal liberando saques do FGTS e auxílio emergencial, os trabalhadores ainda passam por incertezas quanto ao futuro em seus empregos.

E como vão ficar as profissões que podem ser a distância?

Esta já era uma tendência que vai aumentar com a pandemia. Trabalhar em casa, para alguns profissionais, é uma alternativa promissora e que traz mais produtividade, pois não há o tempo de deslocamento, por exemplo.

Algumas empresas já aproveitaram para aderir ao home office em tempo integral e outras, como os bancos, vão estipular alguns dias da semana.

E como ficam os profissionais de TI?

Tem prós e contras. Vamos entender quais são. 

Horário flexível, ausência de deslocamento e aumento na produtividade são os prós para estes profissionais. 93% dos profissionais de TI do Brasil estão trabalhando remoto. Contudo, esta distância aumenta, em alguns casos, os ataques e alguns problemas de segurança. Outro ponto é que a comunicação pode sofrer ruídos por não estarem conversando presencialmente com seus superiores e colegas de trabalho.

Dentro deste contexto o aumento de trabalho pode vir por alguns fatores, entre eles: Problemas de VPN, Ações em videoconferências, restrição de banda, redefinições de senha e envio de mensagens.

Com empresas fechando e outras se remodelando os profissionais de TI ganham importância elevada. Isso porque, para este “novo normal” alguns pontos com relação à tecnologia precisam ser melhorados. E no que o TI pode ajudar?

  • Personalização de computadores para acesso remoto

  • Ajustes na infraestrutura para suportar acessos remotos e cargas adicionais

  • Blindagem de segurança para evitar ataques

  • Trabalhar para combater a vulnerabilidade aumentada pelos acessos além dos limites do Firewall

  • Desenvolvimento e manutenção de sites e lojas virtuais

Inovação, velocidade e comprometimento. O novo normal vai exigir, cada vez mais, estas características. Com isso, bons profissionais de TI podem ganhar notoriedade e também segurança no trabalho, indo contra grande parcela da sociedade que passa por incertezas. Por isso, o  recrutamento online para a área de TI tornou-se uma alternativa. Assim, é possível contratar profissionais gabaritados e que vai ajudar muito nesta readaptação do consumo.

Quais os requisitos que uma empresa deve observar ao contratar um TI?

Antes de mais nada, a disponibilidade. Com o trabalho home office, os técnicos que não são contratados acabam pegando mais de um job e isso deve ser conversado para evitar problemas futuros de agenda ou entregas.

Além disso, a contratação deve seguir como a de um outro profissional, com aplicações de teste de aptidão para a área, investigação sobre o passado profissional do técnico e diálogos para alinhamento de expectativas.

Programadores, normalmente, são mais tímidos no ato da entrevista. Então, é importante que o recrutador entenda esta característica e aplique a seleção de maneira correta para não ter a chance de perder um bom profissional.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *